Igreja Paroquial de Santo Condestável / Igreja do Santo Condestável

IPA.00010593
Portugal, Lisboa, Lisboa, Campo de Ourique
 
Arquitectura religiosa, revivalists neoromânica e neogótica. Igreja paroquial de planta poligonal composta por três naves e coberturas interiores diferenciadas, em abóbadas de nervuras, iluminada por janelas em arcos apontados e em cruzeta, protegidas por vitrais com temática religiosa. Fachada principal do tipo fachada harmónica.
Número IPA Antigo: PT031106350669
 
Registo visualizado 758 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Religioso  Templo  Igreja paroquial  

Descrição

Planta poligonal irregular composta por três naves, as laterais encimadas por tribunas, com coberturas em abóbadas. Capela-mor com cobertura em abóbada de ogivas.

Acessos

Rua Francisco Metrass; Rua Saraiva de Carvalho; Rua Azedo Gneco; Rua Padre Francisco. WGS84 (graus decimais) lat.: 38,715285, long.: -9,166978

Protecção

Inexistente

Enquadramento

Urbano, isolado, no centro de uma ampla praça do Bairro de Campo de Ourique, aberta para a Rua Saraiva de Carvalho.

Descrição Complementar

Os VITRAIS sobre os altares laterais representam a devoção do Santo Condestável a Cristo e à Virgem. Túmulo relicário de D. Nuno Alvares Pereira.

Utilização Inicial

Religiosa: igreja paroquial

Utilização Actual

Religiosa: igreja paroquial

Propriedade

Privada: Igreja Católica (Diocese de Lisboa)

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Séc. 20

Arquitecto / Construtor / Autor

ARQUITECTO: Vasco de Morais Palmeiro Regaleira (1946-1958). DECORADOR: José de Almada Negreiros (1946). ESCULTOR: Domingos Soares Branco (1953). PINTOR: Portela Júnior (1951),

Cronologia

1946-1951 - construção da igreja, conforme projecto do arquitecto Vasco de Morais Palmeiro Regaleira (1897-1968), com decoração de José de Almada Negreiros; pintura da abóbada da capela-mor por Portela Júnior 1953 - o escultor Domingos Soares Branco (n. 1925) realiza o túmulo relicário de D. Nuno Alvares Pereira para ser colocado na igreja; 1951 - consagração da igreja; 14 agosto - inauguração da obra, tendo esta sido realizada com contribuição financeira do Exército português; colocação na igreja das cinzas do Beato Nuno Álvares Pereira, provenientes do Convento do Carmo.

Dados Técnicos

Materiais

Bibliografia

Almada Negreiros. Um percurso possível. Lisboa: Instituto Português do Património Arquitetónico, 1993; FAGUNDES, João - «Arquivo Municipal do Alto da Eira e o seu interesse para o estudo da história da arquitectura urbana em Lisboa». Cadernos do Arquivo Municipal. Lisboa: Câmara Municipal de Lisboa, 1997, n.º 1, pp. 85-89; FERNANDES, José Manuel - Português Suave - Arquitecturas do Estado Novo. Lisboa: Instituto Português do Património Arquitetónico, 2003; «Igreja do Santo Condestável» in SANTANA, Francisco, SUCENA, Eduardo, (dir. de) - Dicionário da História de Lisboa. Lisboa: s.n., 1994; Relatório da Actividade do Ministério no ano de 1951. Lisboa: Ministério das Obraas Públicas, 1952; Relatório da Actividade do Ministério no ano de 1952. Lisboa: Ministério das Obras Públicas, 1953.

Documentação Gráfica

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

Observações

EM ESTUDO

Autor e Data

Filomena Bandeira 2001

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login