Hotel Liz

IPA.00005097
Portugal, Lisboa, Lisboa, Santo António
 
Arquitectura comercial e turística, ecléctica. Hotel.
Número IPA Antigo: PT031106450404
 
Registo visualizado 384 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Comercial e turístico  Unidade hoteleira  Hotel  

Descrição

Edifício de que resta apenas a caixa murária do alçado principal: apresenta estrutura marcadamente vertical, acentuada por 4 pisos e por 2 corpos, diferentemente rematados em cantaria - corpo S. por frontão triangular com pináculos nos acrotérios e corpos N. por platibanda em balaustrada. Caracteriza-se por piso térreo e 1º andar revestidos com placagem de cantaria e restantes pisos em reboco pintado: exibe cada um dos corpos lateralmente delimitados por pilastras em cantaria, com distinto tratamento do aparelho e aplicação, uma vez que as do corpo a S., em silharia fendida, se prolongam por todo o alçado, enquanto as do outro corpo se limitam aos dois primeiros pisos. Regista-se corpo a S. vazado por duplas janelas de peito de verga recta com emolduramento simples em cantaria e pequena guarda metálica, destacando-se a janela do 1º andar, em sacada, e servida por varanda guarnecida com guarda em balaustrada de cantaria. O corpo N. apresenta estruturação semelhante, apenas com abertura de um vão por piso, identificando-se porta no piso térreo rematada por ática triangular interrompida por composição escultórica de festões e medalhão central; é encimada por janela de peito de verga recta destacada com parapeito em cantaria suportado por mísulas. No pano de muro registam-se ainda a presença de diferentes estuques como festões, dentados ou óvulos, sobretudo a inscrever os vãos.

Acessos

Avenida da Liberdade, n.º 180

Protecção

Incluído na classificação da Avenida da Liberdade (v. IPA.00005972) e na Zona Especial de Proteção Conjunta dos imóveis classificados da Avenida da Liberdade e área envolvente e na Zona de Proteção do Cinema Tivoli (v. IPA.00002623)

Enquadramento

Urbano, destacado, adossado.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Comercial e turística: hotel

Utilização Actual

Devoluto

Propriedade

Privada

Afectação

Época Construção

Séc. 20

Arquitecto / Construtor / Autor

ARQUITECTO: Manuel Joaquim Norte Júnior (1924).

Cronologia

1924 - pedido de autorização à Câmara Municipal de Lisboa para a construção de um edifício em terreno de que era proprietário José de Sousa Brás, conforme projecto do arquitecto Manuel Joaquim Norte Júnior (1878-1962); 1927 - o edifício recebe o Prémio Valmor relativo a esse ano; 1927 / 1929 - funcionamento no edifício da pensão Tivoli, onde reside o proprietário; 1989, 22 Dezembro - Despacho 104/89 da Secretária de Estado de Cultura, DR 293, de abertura de processo de classificação.

Dados Técnicos

Paredes autoportantes

Materiais

Alvenaria mista, reboco pintado, cantaria de calcário, ferro forjado.

Bibliografia

ALMEIDA, D. Fernando de, (dir. de), Monumentos e Edifícios Notáveis do Distrito de Lisboa, Vol. V (Vol. II-Lisboa), 1975; FERREIRA, Fátima e OUTROS, Guia Urbanístico e Arquitectónico de Lisboa, Lisboa, 1987; PEDREIRINHO, José Manuel, História do Prémio Valmor, Lisboa, 1988.

Documentação Gráfica

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

CML: Arquivo de Obras, Pº Nº 1.700 e Pº de Prédio Demolido Nº 6.032

Intervenção Realizada

PROPRIETÁRIO: 1929 - obras de beneficiação geral e divisão do terraço (cobertura) e colocação de toldo; 1931 - obras de beneficiação geral; 1937 - obras de beneficiação geral; 1938 - obras de beneficiação geral (reparações internas)

Observações

Autor e Data

Teresa Vale e Maria Ferreira 1998

Actualização

Helena Rodrigues 2004
 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login