Edifício na Avenida da Liberdade, n.º 206 a 218

IPA.00005122
Portugal, Lisboa, Lisboa, Santo António
 
Edifício residencial multifamiliar e comercial projetado e construído pelo arquiteto Norte Júnior no início do século 20, sendo um dos numerosos exemplares de arquitectura eclética existente no nosso país, este prédio de rendimento é talvez o exemplo mais coerentemente Arte Nova - do ponto de vista do tratamento do alçado principal (cantarias, ferros, vidros), sobretudo - no contexto da obra do Arqto. Norte Júnior.
Número IPA Antigo: PT031106140403
 
Registo visualizado 2558 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Residencial multifamiliar  Edifício  Edifício residencial e comercial  

Descrição

Planta retangular, de volumetria paralelepipédica, com seis pisos, e cobertura telhada a duas águas. O alçado principal, a poente, apresenta vãos com um ritmo regular, totalmente revestido com placagem de cantaria, organizando-se em seis pisos, e apresenta pano de muro compartimentado em cinco corpos, dos quais se distinguem os corpos intermédios, proeminentes. O piso térreo, ocupado por áreas comerciais, regista abertura de vãos correspondentes a portas inscritas em arcos de volta perfeita, uma por corpo; excepto no corpo central, com tripla arcaria de volta perfeita e de menor vão, onde se localiza, a eixo, a porta principal do edifício, ladeada a sul por janela de peito. No primeiro andar, separado por frisos de cantaria, observam-se janelas de peito retangulares com verga esculpida e guarda metálica, com destaque para as janelas localizadas nos corpos intermédios, inscritas em alpendres em cantaria, a partir dos quais se desenvolve módulo saliente - animado por composições escultóricas relevadas em cantaria - correspondente nos pisos superiores a varandas fechadas. Nos andares seguintes dos corpos extremos e central, sucedem, no alinhamento dos vãos descritos, janelas de peito inscritas em arcos de volta perfeita acentuados por arquivoltas e com guarda metálica sobre parapeito suportado por mísulas. Destaca-se o tratamento das fenestrações dos quarto e quinto pisos do corpo a eixo, aqui transformadas em janelas de sacada com varanda comum e diferente inserção arquitetónica. Acede-se ao interior do edifício através de pequeno átrio que precede a escadaria conducente aos fogos e à caixa de elevador: de planta rectangular, exibe muros e tecto plano com ornamentação em estuque de caráter vegetalista, destacam-se dois bustos femininos afrontados de tratamento Arte Nova, e friso com pintura decorativa, de temática floral. A compartimentação interna (três apartamentos duplex), organiza-se em torno da escada, desenvolvida em lanços rectos, reconhecendo-se a zona social (ao longo do alçado principal) e de serviços no piso inferior de cada apartamento e a zona íntima no andar superior.

Acessos

Avenida da Liberdade, n.º 206 a 218, Rua Rodrigues Sampaio, n.º 27 a 35

Protecção

Em vias de classificação / Incluído na classificação da Avenida da Liberdade (v. IPA.00005972) e na Zona Especial de Proteção Conjunta dos imóveis classificados da Avenida da Liberdade e área envolvente

Enquadramento

Urbano, destacado, flanqueado.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Residencial: edifício residencial e comercial

Utilização Actual

Residencial: edifício residencial e comercial / Serviços: consultório médico

Propriedade

Privada

Afectação

Sem afetação

Época Construção

Séc. 20

Arquitecto / Construtor / Autor

ARQUITECTO: Manuel Joaquim Norte Júnior (1912); Fernando Silva (1914-1983)

Cronologia

1912 / 1915 - construção de edifício, conforme projeto de Manuel Joaquim Norte Júnior (1878-1962); 1915 - o imóvel recebe o Prémio Valmor relativo a esse ano, sendo seu proprietário Domingos Joaquim da Silva - Visconde de Salreu; 1938 - era proprietária do edifício a firma Dinis Almeida & Freitas Lda.; 1939 - o imóvel encontrava-se na posse dos herdeiros de Domingos Joaquim da Silva; 1951 - o edifício era propriedade de Júlio Vasconcelos e Silva; 1960 - eram proprietários do edifício Maria Matilde de Vasconcelos e Silva e Joaquim Nunes de Fonseca da Silva; 1989, 22 dezembro - despacho 104/89 da Secretária de Estado da Cultura, DR 293, de abertura de processo de classificação; 2016, 14 outubro - publicação do anúncio de abertura do procedimento de classificação dos prédios geminados da Avenida da Liberdade, 206 a 218, e Rua Rodrigues Sampaio, 27 a 35, em Anúncio n.º 219/2016, DR, 2.ª série, n.º 198.

Dados Técnicos

Paredes autoportantes

Materiais

Alvenaria mista, reboco pintado, cantaria de calcário, estuque, ferro forjado, madeira

Bibliografia

ALMEIDA, D. Fernando de, (dir. de) - Monumentos e Edifícios Notáveis do Distrito de Lisboa. Lisboa, 1975, vol. V (II); FERREIRA, Fátima et al. - Guia Urbanístico e Arquitectónico de Lisboa. Lisboa, 1987; FERNANDES, José Manuel, et al. - A Arquitectura do Princípio do Século em Lisboa (1900 - 1925). Lisboa, 1991; CONSIGLIERI, Carlos et al. - Pelas Freguesias de Lisboa. Santo Condestável, Santa Isabel, São Mamede, Coração de Jesus. Lisboa, 1995, http://arqpapel.fa.utl.pt/jumpbox/node/74?proj=Pr%C3%A9dio+Visconde+de+Salreu [acedido a 20 setembro 2011].

Documentação Gráfica

SIPA: DGEMN/DSID

Documentação Fotográfica

SIPA: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

CML: Arquivo de Obras, pº nº 7.251 (*1)

Intervenção Realizada

PROPRIETÁRIO / UTENTE: 1938 - construção de uma marquise, obras de beneficiação geral; 1939 - obras de beneficiação geral (reparação de telhado e clarabóia e da escada de emergência); 1942 - reparações internas, beneficiação e limpeza, reparação do telhado; 1944 - 1945 - reparações internas; 1948 - reparações e pinturas dos paramentos internos ; 1949 - obras de beneficiação geral; 1950 - reparações várias; 1951 - alteração da compartimentação interna, segundo projecto do Arquitecto Fernando da Silva; 1967 - obras de conservação e limpeza.

Observações

*1 - o 1º volume deste processo encontrava-se requisitado pela Divisão de Serviços de Urbanismo da C.M.L. em Agosto de 1998.

Autor e Data

Teresa Vale e Maria Ferreira 1998

Actualização

Paula Tereno 2016
 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login